Eu particularmente não fazia, não faço e não tenho vontade de fazer, para vender, topos  de bolo e caixinhas. Estranho? Você já parou pra pensar que o excesso de personalização pode estar matando seu negócio? O que eu vou explicar agora pode ser meio polêmico, por isso te peço que ouça tudo até o fim, e depois deixe aqui sua opinião. Vou explicar.. fica comigo…

Antes de falar do problema em si, eu quero deixar claro que você precisa assistir à este vídeo com a mente aberta e nada do que eu disser tem a intenção de te magoar ou te por pra baixo, mas abrir sua mente e fazer você refletir sobre o caminho que esta seguindo. Fechado? Há duas vertentes importantes de um negócio, as vezes damos mais importância à uma que a outra, mas elas não sobrevivem sozinhas. Estou falando do lucro versus a realização pessoal ou prazer que você tem ao fazer o trabalho. Dito isso vamos ao que interessa.

O excesso de personalização

Quando começamos a trabalhar com personalizados, ficamos encantados com o que é possível fazer, e temos a tendência a fazer cada vez melhor, cada vez com mais carinho. A questão maior é que isso leva tempo. Você acredita que o que você fabrica hoje é bem pago? Ou você esta repleto de clientes procurando por preço baixo?

Precisamos abrir a mente e ter em conta que independe do trabalho que fazemos, ele precisa ser bem feito sim, mas precisa ser feito o mais rápido possível. Confuso? Quanto mais tempo você passar preparando um produto, personalizando um item, mais caro esse item tem que ser.

Time is money!? Você provavelmente já ouviu falar essa frase. Ela não esta totalmente correta na minha opinião, mas é evidente que se você crescer e precisar de funcionários, você pagará pelo tempo deste funcionário? X Reais por X horas diárias. Logo isso tem que estar embutido no custo final real do seu produto.

Eu particularmente não fazia, não faço e não tenho vontade de fazer, para vender, topos  de bolo e caixinhas. Sim eu estou repetindo isso, eu preciso que entre na sua mente.

Produtividade

Quanto tempo um profissional avançado leva para preparar uma única arte de topo de bolo? Uma unica arte de caixinha? 15 minutos talvez? Depois da arte finalizada você ainda envia ao cliente para que ele aprove e em seguida você precisará imprimir, recortar e montar. Até ai não tem nada de errado. Mas lembra que eu falei que o tempo precisa ser incluído no custo real do produto? É ai que mora o problema. Se você consegue vender o seu topo de bolo ou suas caixinhas por um valor bacana, ótimo! Continue assim! Existe demanda e é um produto que agrega muito valor emocional em uma festa. Mas.. só há um único por festa, normalmente…

Agora vem a pergunta matadora. Quantos topos de bolo você consegue fabricar por dia? Levando em conta que são clientes diferentes, artes diferentes, montagens diferentes, tamanho de bolo diferente? Tendo essa quantidade em mente, multiplique pelo valor total do produto e abata o custo real de produção. O lucro líquido restante sustenta seu negócio? Sustenta seu salário? Sustenta eventuais reposições de equipamentos defeituosos? Se a resposta for sim, você esta no caminho certo! Se a resposta foi não, é hora de reavaliar o caminho que você tomou..

A cilada do lucro bruto

Quando somos empreendedores inexperientes ou até apaixonados demais pelo que fazemos, é comum não conhecer os seus números de maneira fria. Por exemplo, para fazer uma caixinha eu gasto R$5,00, dentro deste valor esta calculado, custo de energia, mão de obra, tinta, papel, materiais, reposição do equipamento, etc…. Você sabe o seu custo *real* de produção de cada item? Se sim, parabéns! Continue assim! Se não, é possível que você esteja trocando cebola ou até mesmo perdendo dinheiro a cada dia, sem notar. A cilada do lucro bruto é justamente essa.

Você começa, se empolga, fica feliz! Uhull!! Esta entrando dinheiro! Todo dia entra dinheiro, caramba! Estou evoluindo! Meu negócio esta dando certo! Será? Pode ser que sim, pode ser que não… Só você poderá fazer as contas corretas e entender se esta na armadilha do lucro bruto, encantada com o fluxo de dinheiro e perdendo dinheiro, ou se de fato esta no caminho certo.

A capacidade de produção

Quando eu falo que não fabricava, não fabrico e não pretendo fabricar topos de bolo e caixinhas, quero dizer que acho que não é algo que para mim traga um resultado aceitável por dia de trabalho. Claro que é uma opinião pessoal. Lembra que eu falei que temos dois pilares? Satisfação pelo trabalho executado versus lucro da empresa (e manutenção da sua existência), pois é, um não vive sem o outro. Se você estiver feliz no que faz mas sem lucro, vai falir e logo será obrigado ou obrigada a fechar a empresa que criou e tanto gosta. Logo, não é possível viver apenas de satisfação. Você precisa fazer o que gosta mas lucrar com isso. Muita gente vai falar, mas Silvio, eu gasto apenas um décimo do valor de venda para fazer um topo de bolo. Se essa for sua realidade, bacana demais! Mas, quantos você consegue fazer por dia se houver pedidos? Mais uma vez, o valor líquido do que você pode receber é o suficiente para manter sua estrutura?

Eu honestamente não tenho paciência para trabalhos muito delicados ou demorados. Eu já disse isso em alguns vídeos e lives aqui do canal. Mas isso sou eu. É pessoal. Se você sente prazer nestes mesmos trabalhos, continue fazendo, mas faça com amor e lucro.

Ainda pouco lhe perguntei, levando em conta todo o trabalho do topo de bolo que dei como exemplo, quantos você conseguiria produzir por dia e perguntei se o lucro que sobra disso mantem o seu negócio saudável, incluindo o seu salário.

Este é um aspecto que eu como empreendedor penso bastante. E por este motivo foquei nos adesivos personalizados. Eu tinha pronto um catalogo de artes, e quando não tinha em 10 minutos eu faria uma arte nova. Logo em seguida era só imprimir, recortar e despachar. Qual a capacidade de produção de adesivos em um dia de trabalho? Com o equipamento certo, você consegue produzir centenas por dia, provavelmente milhares se tiver demanda pra isso e equipamentos/pessoas qualificadas para esse trabalho. Tendo isso em vista, para mim, era mais interessante cortar 200 300 adesivos por dia, mesmo que lucrando pouco por unidade, do que fazer um único item que vai me dar 10 ou 20 reais de lucro mas vai me tomar muito tempo para produzir diminuindo diretamente a minha capacidade de produção diária. Fechou a conta? Conseguiu compreender?

Se ainda assim você deseja fabricar topos de bolo e caixinhas, itens mais trabalhosos e demorados. Esta na hora de mudar o seu posicionamento como empresa, entregar sim o melhor de si, despender sim muito tempo em um único item mas, sendo remunerado adequadamente pelo que produz. Você nunca verá a apple vendendo iphone barato, jamais verá a conta vender mais barato que a dolly. Se é melhor ou pior isso é questão de gosto. Mas o posicionamento da marca é implícito. Seu cliente alvo muda.. Você precisa falar: Eu vendo coisas boas, porém caras! Não pode comprar? Tudo bem, sempre terá alguém que possa lhe atender por um valor mais em conta, te desejo muito sucesso no seu evento. É claro que você não vai falar dessa forma com seu cliente né? Mas é o que precisa ter em mente. E vida que segue. Encontre o cliente que te valorize, se posicione de forma diferente no mercado. Agregue valor percebido ao seu produto.

Conclusão

A minha intenção aqui não é desmerecer quem faz topos de bolo, chatear quem faz caixinhas, não é nada disso. Muito menos pregar que o que é bom mesmo são adesivos! Longe disso. Minha intenção é abrir a sua mente para que você, e somente você analise se você esta no caminho certo. Se esta realmente lucrando. Se o seu negócio é sustentável, ou seja, se mantém vivo pagando as contas, repondo eventuais equipamentos e insumos e pagando a mão de obra dos seus funcionários incluindo você mesmo.

Se você analisou tudo que eu disse e esta lucrando, parabéns! Você vai continuar fazendo o que ama por bastante tempo, por que seu negócio estará vivo para isso. Se a resposta foi não, é hora de repensar a sua empresa. Como aliar o “eu faço o que eu amo” com “eu lucro com o que eu amo”. Talvez você precise mudar o seu item principal, o seu carro chefe. Talvez precise reformular completamente o que você faz. Só você terá essa resposta. Não existe guru ou receita de bolo. Analise seus números.

Depois desse vídeo, que buscou te provocar positivamente à analizar de maneira fria o seu negócio e o seu produto principal, me responde ai, você acha que esta perdendo dinheiro, empatando ou lucrando?